Qual a interferência do Diabetes no surgimento de doenças no sistema circulatório?

De acordo com dados fornecidos pela Gerência de Agravos não Transmissíveis da Secretaria de Estado da Saúde no Tocantins, aproximadamente 55.708 pessoas têm diabetes. Em 2019, havia 29.836 pacientes diabéticos e 25.872 pacientes diabéticos e hipertensos.

Esse número é assustador se analisado o fato de que há dois tipos de diabetes, uma com fatores genéticos que costuma surgir ainda na infância e pré-adolescência e outra que ocorre com o passar dos anos e a manutenção de maus hábitos alimentares.

O que mais assusta é que os dados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), estipulou que, entre os anos de 2006 e 2017, o número de mulheres diagnosticadas com diabetes aumentou em 70%, isso só na capital.

O porcentual de homens diagnosticados com diabetes também aumentou em 48%.

Levando em consideração que, em 2017 (ano da conclusão da pesquisa) Palmas foi a cidade do estado que menos apresentou diagnóstico de diabetes, esse aumento é muito preocupante. Infelizmente, não há dados concretos dos outros municípios para que se possa fazer uma comparação.

Entre 2010 e 2016, 2.992 pessoas faleceram devido às consequências do diabetes. O número de óbitos aumentou 35,1%, indo de 376 mortes para 508 no ano de 2017.

Estes dados refletem os hábitos dos tocantinenses no país que ocupa o quarto lugar no mundo no número de pessoas com diabetes.

O que o Diabetes causa na circulação?

O descontrole do diabetes provoca agravos na circulação sanguínea, podendo potencializar o surgimento de aterosclerose.

Aterosclerose é o acúmulo de gordura nas paredes das artérias. Fora isso, complicações nos nervos e circulação com formigamentos nas extremidades são potencializadas com o diabetes.

O que podemos fazer para mudar isso?

Em entrevista ao programa Bom Dia Tocantins, o Dr. Bruno Carvalho concedeu algumas respostas a estas e outras dúvidas sobre o assunto.

Para conferir basta ver o vídeo aqui.

 

Uma vida com atividades físicas e alimentação balanceada sempre será a chave para evitar esta e outras doenças.

Viva com saúde!

Outras Publicações

A Saúde das pernas

  Inúmeros são os problemas de saúde que podem afetar os membros inferiores. Varizes, trombose, má circulação, inchaços, aterosclerose, entre outros. É sempre bom ficar alerta para

Leia Mais »