Mitos relacionados aos exercícios físicos e o surgimento de varizes

Mitos relacionados aos exercícios físicos e o surgimento de varizes

As varizes surgem pelos mais diversos fatores e com certeza, nenhum deles envolve a prática de exercícios físicos para uma vida saudável. 

Porém, muitos conteúdos na internet se espalham como boatos sem fundamento ou por má interpretação e é isso que vamos desmistificar juntos, com essa leitura. Acompanhe:

 Varizes

As varizes são dilatações e/ou tortuosidades das veias mais superficiais do corpo. Elas se formam, em sua grande maioria, debaixo da pele, mas podem surgir de forma mais profunda.

Elas não são um grande problema no início, mas podem trazer sintomas negativos, como fadiga, dores locais e uma constante sensação de “peso” na região afetada. 

No Brasil, cerca de 30% da população sofre com as varizes, e esse número tem se tornado cada vez maior devido aos maus hábitos alimentares e falta de cuidados com o corpo.

Mais comuns nos membros inferiores, as varizes indicam também que há uma fraqueza nos músculos responsáveis por bombear o sangue de volta para o coração, a fim de ser oxigenado e os exercícios físicos são indicados para fortalecer essa musculatura. 

A importância da panturrilha

As panturrilhas são consideradas o coração das pernas, mas ao contrário dele, precisa ser estimulado pelo movimento que fazemos ao caminhar e correr. 

Quando deixamos de fazer isso, as veias precisam fazer força extra para devolver o sangue e por consequência, acabam enfraquecidas e é nesse enfraquecimento que nascem as varizes.

O que os exercícios influenciam?

Os exercícios físicos são indicados, sim, para pessoas com varizes e também para evitá-las. 

O movimento estimula a musculatura e a corrente sanguínea. É um verdadeiro auxílio que se dá para mantermos nossa circulação saudável.

A influência dos exercícios físicos na nossa vida vão além da busca de um físico bonito, tendo a necessidade de se manter mais saudável, diminuindo as chances de hipertensão, diabetes e até mesmo as varizes.

A fraqueza surge com o envelhecimento e fatores genéticos, claro, mas também aparece pela falta de movimentação dos membros inferiores. 

Inércia é receita para doença.

 

Mas afinal, o que pode fazer?

O surgimento de varizes ocasiona o medo de realizar uma atividade física e acabar quebrando as veias tortuosas ou provocar o surgimento de outras, principalmente se tratando de exercícios de forte impacto ou com pesos. 

Caminhadas e corridas são recomendadas, musculação também, e com orientação de um profissional. Natação é indicada, ginástica e a boa e velha bicicleta deve sair da garagem.

Os exercícios fortalecem os músculos e devolvem a elasticidade que estava se perdendo.

Os mitos sobre as varizes

É mito que quem tem varizes não pode se exercitar e é inverdade também que exercícios físicos como corrida e musculação (se acompanhada por um profissional) agravam o quadro de varizes.

O que não pode acontecer é o paciente que tem varizes ou que passou por uma cirurgia recente, por exemplo, de forma indiscriminada, forçar os membros inferiores. 

Nesses casos, realmente pode ocorrer a maior dilatação das veias já defeituosas. 

Como prevenir?

A prevenção das varizes se dá pela manutenção de uma boa saúde. E como isso acontece? Juntando boa alimentação com exercícios físicos. 

Dica: Para quem trabalha muito tempo em uma mesma posição, o recomendável é, sempre que possível, retirar os sapatos e massagear a região das pernas, panturrilha e tornozelo, além de realizar exercícios que estimulem a circulação, como por exemplo: caminhar, se elevar nas pontas dos pés, movimentos circulares dos pés, etc.

É importante também ficar de olho nos fatores de risco que provocam o surgimento das varizes, sendo eles:

– Herança genética;

– Obesidade;

– Idade;

– Alterações hormonais;

– Sedentarismo.

 Tratamentos

Existem inúmeras formas de se tratar as varizes. O que vai determinar qual o melhor tratamento, é a região afetada pela lesão e a avaliação do médico vascular.

Os tratamentos de varizes mais conhecidos são: o clínico, o cirúrgico e a escleroterapia.

Dentro dos tratamentos clínicos, estão incluídas as meias de compressão e algumas medicações que diminuem os sintomas como dores e queimação. 

Já dentro dos tratamentos cirúrgicos se encontram as cirurgias a laser, microcirurgia e a extração da veia safena. 

A escleroterapia, porém, é o tratamento de varizes mais conhecido atualmente. Ela consiste na aplicação de substâncias esclerosantes — responsáveis por induzir o fechamento da veia —, ocasionando a inutilização das veias tratadas. Com isso, o sangue procura outro local para poder circular.

Outras Publicações

Trombose intestinal - Dr. Bruno Carvalho Angiologia e cirurgia vascular

Trombose intestinal

Trombose é o surgimento de coágulo nas veias ou artérias que impede o fluxo sanguíneo e como já relatado anteriormente neste mesmo site, pode surgir

Leia Mais »
× Agende sua consulta